+

Medicina de Família de Comunidade

Apresentação:

O Programa de Residência Médica em Medicina da Família e Comunidade do Departamento de Medicina da Universidade Estadual de Maringá, oferece atualmente duas vagas.

A especialização é direcionada à formação de um profissional que contemple uma prática resolutiva, com conhecimentos e habilidades de prevenção, diagnóstico precoce, tratamento e recuperação de agravos mais frequentes no seu nível de atenção.

De forma específica espera-se que este profissional adquira:

a) Na prática clínica:

-Habilidade para dominar a prática clínica com conhecimentos que incluam os problemas mais frequentes de saúde relativos a uma população específica, atuando especialmente no cenário da atenção primária à saúde, com elevado grau de qualidade e resolutividade.

-Priorizar a prática médica centrada na pessoa, com foco na família e orientada para comunidade, privilegiando o primeiro contato, o vínculo, a continuidade e a integralidade do cuidado na atenção à saúde.

-Coordenar os cuidados de saúde prestados a determinado indivíduo, família e comunidade, referenciando sempre que necessário, para outros especialistas ou níveis de cuidado, mas sem perda do vínculo.

-Desenvolver habilidades para atenção das patologias mais frequentes.

-Executar os procedimentos cirúrgicos mais frequentes no nível dos cuidados primários.

-Realizar visitas domiciliares de características clínicas e preventivas.

-Planejar, organizar e conduzir grupos terapêuticos e de educação em saúde.

-Desenvolver técnicas adequadas de registro e informações no prontuário.

-Integrar-se às rotinas das ações programáticas em saúde das diversas esferas de gestão do Sistema Único de Saúde, participando das fases de planejamento, implementação e avaliação.

-Integrar-se à equipe de saúde, buscando desenvolver ações multiprofissionais e interdisciplinares.

 

b) Nas atividades administrativo -gerenciais:

-Compreender e intervir nos determinantes do processo saúde-doença, buscando a eleição e solução de prioridades em conjunto com a população da área de atuação.

-Participar e habilitar-se para planejar e avaliar as ações de saúde e gerenciar os serviços em nível local.

-Aplicar os conceitos de epidemiologia e exercer atividades no seu cotidiano de trabalho na perspectiva da  Vigilância em Saúde.

-Promover atividades multiprofissionais nas ações de saúde.

c) No ensino e pesquisa:

-Habilitar-se para atividades de supervisão com os acadêmicos de medicina, ou acadêmicos de outras áreas envolvidos em projetos com foco na atenção primária à saúde.

-Desenvolver a prática do estudo imediato e continuado, orientado à solução de problemas.

-Realizar pesquisas neste nível de atenção como forma de integrar o conhecimento teórico com o método científico.

 

Desenvolvimento do Programa:

O programa terá dois anos de duração em regime de tempo integral, com 60h semanais.

Durante o primeiro (R1) as atividades são desenvolvidas em uma Unidade Básica de Saúde com o residente inserido em equipe de saúde da família, cenário da atenção primária, em atividades ambulatoriais, visitas domiciliares, grupos educativos e outras atividades coletivas. Neste contexto, consultorias presenciais de algumas especialidades. Estágios em programas e outros serviços de saúde. Plantões em urgência/emergência. Atividades de ensino/pesquisa.

O segundo ano (R2) inclui além de atividades na unidade básica de saúde, treinamento em enfermaria/ ambulatório de pediatria, clínica médica, ginecologia-obstetrícia. Estágios em programas e outros serviços de saúde. Atividades ensino/pesquisa.

Supervisora do Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade:

PROFª DRª ROSANGELA ZIGGIOTTI DE OLIVEIRA

 

Nº de bolsas autorizadas - CNRM : 06 (3 R1 - 3 R2)

Nº de bolsas autorizadas - UEM04 (2 R1 - 2 R2)

Nº de bolsas utilizadas - HUM04 (2 R1 - 2 R2)

Duração: 2 anos

Parecer CNRM: nº 1165/2018-CNRM de 13/12/2018

Processo: nº 13165/2007 - Volume 01 (UEM)

 

Médico Residente Representante: André Teixeira de Lima Benedito